sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Censo dos profissionais da engenharia


“Foi um trabalho árduo nos últimos meses, mas agora é realidade. Hoje vai ao ar o Censo Nacional da Engenharia, da Arquitetura, da Agronomia e das demais profissões do Sistema Confea/Crea”, disse o secretário de Comércio e Serviços do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Humberto Luiz Ribeiro da Silva, ao lançar o Censo dos Profissionais da Engenharia.
O Censo tem por objetivo mapear todos os profissionais da área tecnológica vinculados ao Sistema Confea/Crea para saber o quantitativo de profissionais atuantes na área e, em caso negativo, os que têm interesse em voltar a atuar; e quais desejariam trabalhar fora do país ou em regiões específicas dentro do Brasil. No formulário, o profissional deve preencher dados sobre sua formação acadêmica, incluindo especializações (independentemente de serem  vinculadas ao Sistema Confea/Crea), e experiências profissionais.
“Este é um momento em que o Brasil ocupa seu espaço e não foge às oportunidades do cenário econômico global e pensa no seu povo”, disse Ribeiro da Silva ao explicar a importância do Censo. “Construímos no Brasil uma agenda viva de robustez. A Engenharia tem um papel cada vez maior no desenvolvimento do país. Por isso, precisamos conhecer os profissionais do Confea/Crea. O Censo será uma radiografia do país”, completou.
O formulário deve ser preenchido até 31 de dezembro de 2011, ou seja, serão três meses de coleta de dados. “Temos que fazer bom uso do resultado. Com ele em mão, saberemos onde atacar de forma mais precisa, com políticas públicas específicas”, disse Ribeiro da Silva, ao conclamar todos os profissionais a responderem, “para cada vez mais fazermos do Brasil um país referência para os demais, o que pode ser alcançado por meio das profissões do Confea/Crea”.
O presidente do Confea, Marcos Túlio de Melo, pediu apoio das entidades de classe e dos Conselhos Regionais para mobilizarem os profissionais a preencherem o formulário do Censo. “O país carece de mão de obra especializada, nós temos profissionais competentes, precisamos evitar que estrangeiros dominem nosso mercado. O Censo vai mapear as realidades de trabalho de todos os profissionais da área tecnológica do Brasil, para que o Ministério da Educação possa fazer um planejamento de capacitação”, explicou. Túlio de Melo agradeceu o trabalho das equipes do MDIC, do Confea, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
Ao final do lançamento, a superintendente de Planejamento, Programas e Projetos do Confea, Neuza Trauzzola, demonstrou como preencher o formulário do Censo. “É importante ressaltar que as informações aqui colocadas não serão repassadas para os setores de fiscalização dos Creas”. Ela também explicou que caso o profissional faça alterações de cadastro no Censo, como endereço, telefone, etc, esses dados não serão automaticamente atualizados no Crea. Ela ressaltou a importância do Censo, ao afirmar: “Precisamos realmente saber quem somos, onde estamos e o que estamos fazendo”. Por último, Trauzzola destacou que colaboradores são bem-vindos para disponibilizar o link do formulário em outros sites.
Beatriz Leal
Assessoria de Comunicação do Confea
Postagem: Pedro Henrique - membro de civil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário